Aprendizado gera ação por meio de cursos do Senar

TIMÓTEO – A Fundação Aperam Acesita realiza há 15 anos cursos de capacitação por meio da parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar, mais de 200 cursos já foram ofertados a mais de 3.000 pessoas do Vale do Aço e cidades vizinhas.  O objetivo é capacitar o profissional para o mercado de trabalho rural, possibilitando-lhe o domínio da tecnologia atualizada e o gerenciamento do próprio trabalho, de modo que ele alcance a produtividade buscada e a permanência no trabalho/emprego.

Fruto de todos esses anos de trabalho e parceria, está o Sr. Nivaldo Miranda, de 66 anos, que hoje é homeopata e trabalha com foco em plantas e animais. Ele também se aventura pela fitoterapia. “Em 2011, tive a oportunidade de participar, de um curso ofertado pela Fundação, no Centro de Educação Ambiental da Aperam – Oikós, o curso de extensão de homeopatia, pela Faculdade Federal de Viçosa. Após esses dois anos que realizei os estudos, não parei mais, fui participando de vários outros cursos. Entre eles, muitos realizados por meio da parceria da Fundação com o Senar”, destaca.

Ao adquirir um terreno na zona rural do bairro Petrópolis, em Timóteo, Nivaldo se deparou com o desafio de recuperar a área que estava toda degradada. De acordo com o homeopata, todo trabalho de recuperação foi realizado graças ao conhecimento adquirido nos mais de nove anos de cursos que participou. “Já foram mais de 15 cursos desde quando eu comecei a frequentar o Oikós como aluno. Todo trabalho que desenvolvo na minha roça é realizado por mim mesmo, graças a todos os saberes que a Fundação me proporcionou”, relembra.

Compostagem

Após realizar vários cursos oferecidos pelo Senar, Sr. Nivaldo Miranda coloca em prática as técnicas aprendidas,  uma delas é a compostagem, que é feita por meio da decomposição de materiais orgânicos por organismos heterótrofos aeróbios, com a finalidade de obter, no menor tempo possível, um material estável, rico em substâncias húmicas e nutrientes minerais formando assim um solo produtivo. “Com as técnicas aprendidas, pude observar e obter na prática o resultado, podendo dessa forma ser um multiplicador em nossa região, destaca Nivaldo.”

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *