MOÇÃO DE REPÚDIO: Câmara de Fabriciano sai em defesa da imprensa e repudia atitude do Tricordiano

Além do Tricordiano, a Moção de Repúdio também será encaminhada à Federação Mineira de Futebol e Associação Mineira de Cronistas Esportivos. A Rádio Vanguarda foi impedida de transmitir a partida entre o Tricordiano e Ipatinga de dentro do estádio, no último domingo (25), na cidade de São Gonçalo. 

FABRICIANO – Com a anuência dos 17 vereadores da Câmara Municipal de Coronel Fabriciano – CMCF, foi aprovada nesta terça-feira (27), durante Sessão Extraordinária, uma Moção de Repúdio ao Atlético Clube Três Corações, o Tricordiano, equipe que disputa o Campeonato Mineiro do Módulo ll, hoje sediada em São Gonçalo do Rio Abaixo.

Vereador Marcos da Luz é o autor da proposta.

Justificando o expediente, o autor da Moção, vereador Marcos da Luz (PT), relatou durante a discussão da matéria em plenário, que o repúdio indicado para a equipe do Tricordiano está pautado na falta de respeito com que a imprensa do Vale do Aço, em especial a Rádio Vanguarda, foi tratada no último domingo (25), instante em que buscava fazer a cobertura da partida entre o mencionado clube de futebol e o Ipatinga, no estádio municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo, onde o Tricordiano manda os seus jogos.

Conforme descreveu o petista, a diretoria do Tricordiano, em uma partida envolvendo muitas polêmicas devido a não liberação do laudo do estádio (Portões fechados e a impossibilidade da imprensa trabalhar), impediu o trabalho dos jornalistas e repórteres no tocante à cobertura do evento. Na ocasião, repórteres e comentaristas da Rádio Vanguarda do Vale do Aço, demonstrando muito profissionalismo, transformaram a carroceria de uma caminhonete em cabine de transmissão na parte externa do estádio. O placar da partida foi de 1X1.

“É lamentável que no século em que vivemos, deparamos ainda com ataque e com agressão a imprensa. O que aconteceu com a Rádio Vanguarda poderá acontecer com qualquer outro veículo de comunicação. Cabe a nós legisladores, denunciamos e não aceitarmos tal situação. Somos defensores da democracia e da legislação vigente”, desabafou Marcos da Luz, oportunidade em que deixou claro que o Legislativo Fabricianense foi altivo ao atender o seu pedido, que também está comprometido em dar publicidade ao fato.

Presidente da Câmara, vereador Luciano Lugão.

O presidente da Câmara, vereador Luciano Lugão (PROS), disse que o Vale do Aço sempre foi receptivo com os visitantes e que as Câmaras de Vereadores das cidades do colar Metropolitano não podem aceitar tal situação. “Além de abrir espaço para a iniciativa do vereador Marcos da Luz, vamos propor a todas as Câmaras do Vale do Aço a se valer do mesmo expediente, em clara demonstração da valorização da imprensa e dos clubes aqui sediados”, salientou.

Além da diretoria do Tricordiano, a Moção de Repúdio também será encaminhada à Federação Mineira de Futebol e Associação Mineira de Cronistas Esportivos.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *