Enem 2018: Belo Oriente é incluído como polo de aplicação das provas

BELO ORIENTE – Para os estudantes de Belo Oriente, a inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 é motivo de comemoração. Eles agora têm a opção de realizar as provas deste ano na cidade onde estudam. A boa notícia foi confirmada nesta segunda-feira (7), quando foram abertas no site (https://enem.inep.gov.br/participante/#!/inicial) as inscrições para o exame. As inscrições irão até o dia 18 de maio, às 23h59, segundo o manual do candidato. Todos os interessados em participar da prova devem fazê-la, inclusive aqueles que conseguiram a isenção da taxa de R$ 82.

A inclusão de Belo Oriente como polo de aplicação das provas do Enem foi um pedido da vereadora Nacife Menezes, presidente da Câmara de Belo Oriente. Em audiência com o senador Antonio Anastasia e o suplente de senador e ex-deputado federal Alexandre Silveira, no início do mês passado, em Belo Oriente, ela fez a solicitação em nome do Legislativo e Executivo. “Para alguns políticos, o discurso é condizente com a prática. São os casos do Anastasia e Alexandre, que se mostraram comprometidos com a educação de Belo Oriente. Política de verdade se faz com pessoas de coragem e preocupadas com o bem-estar da população”, destacou Nacife Menezes.

Na época, a vereadora lembrou que a inclusão do município como local de provas do Enem beneficiaria centenas de jovens de Belo Oriente e cidades vizinhas. O requerimento da vereadora, em nome da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Educação, foi encaminhado ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), solicitando um novo local para inclusão das provas do Enem. “É um absurdo o aluno ter que se deslocar para outras cidades em dias de provas, enfrentando o caos nas rodovias, perdendo tempo e diante de uma missão de risco. E não é justo o município como Belo Oriente, que possui um número considerável de alunos matriculados no ensino médio, não ser uma opção para aplicar a prova”, lembrou.

No requerimento enviado ao INEP, o diretor da Escola Estadual João Hemétrio de Menezes, Joãozinho Hemétrio, se mostrou preocupado com o futuro de quase 600 alunos que estão concluindo o 3º ano do Ensino Médio na Escola da sede de Belo Oriente e na Escola Estadual Presidente Tancredo Neves, no Distrito de Perpétuo Socorro, além de outros que já se formaram e realizam a prova.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *