Timóteo terá nova eleição no dia 10 de junho: Hilário afirma ser candidato

TIMÓTEO (Fotos PCReis) – Após a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na tarde desta quinta-feira (3), que cassou a liminar que deu posse ao prefeito de Timóteo, Gerado Hilário Torres (PP) em janeiro de 2017, uma manifestação de servidores públicos fez lotar o auditório da Prefeitura após o expediente.

“Não quero mais queda de braço na justiça”, garantiu

Durante as manifestações de apoio, o prefeito Geraldo Hilário, fez um longo discurso direcionado aos servidores, apontando que a sua administração recebeu a prefeitura das mãos do antecessor em uma situação deplorável. “Não podemos desistir neste momento, porque devolvemos à prefeitura a capacidade financeira que os projetos esperados pela população necessitavam”, garantiu o prefeito, listando inúmeros projetos realizados e outros em andamento.

“Vamos aguardar e cumprir o que determinará o TSE”, resumiu Hilário.

Lembrando ainda do grande imbróglio que envolveu a sua vida política, quando acusado de liberar exames para a população, Geraldo Hilário afirmou que “não usará” de recursos contra a decisão do Tribunal por entender que uma nova queda de braço judicial poderá prejudicar a população. Assim, Hilário admitiu pela primeira vez que tudo fará para garantir a sua candidatura na eleição extemporânea marcada para o próximo dia 10 de junho. “Após tantos acontecimentos e tanto esforço da nossa equipe de governo, posso afirmar a todos vocês que estaremos juntos para novas eleições”, garantiu o chefe do Executivo Timotense, frisando que “está na hora da convocação de novas eleições para Timóteo”.

“Fui condenado porque beneficiei as pessoas com exames. Se for preciso faço outra vez”.

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) informou que ainda não foi notificado da decisão do TSE. Quando tal fato acontecer, o TRE encaminhará a determinação para a Justiça Eleitoral de Timóteo, que solicitará o afastamento imediato do prefeito Geraldo Hilário e a posse interina do presidente da Câmara,  Adriano Alvarenga, até a eleição de um novo prefeito. A sucessão da Câmara ficará com o vice-presidente, Luiz Perdigão. Também assume uma cadeira na Câmara, o suplente imediato de Adriano, Kiko Silveira, do PPS.

O Prefeito Geraldo Hilário após as manifestações no auditório da PMT dirigiu-se a Câmara de Vereadores, onde fez um breve discurso na mesma direção anteriormente pautado para os servidores. “Vamos aguardar e cumprir o que determinará o TSE”, resumiu Hilário diante dos parlamentares.

Compartilhe em suas redes sociais

One thought on “Timóteo terá nova eleição no dia 10 de junho: Hilário afirma ser candidato

  • 4 de maio de 2018 em 10:19
    Permalink

    Essa cidade nunca viu um prefeito como o Dr Hilário. Um prefeito que trabalha de verdade. Cassado mais uma vez por um motivo ridículo que nada mais foi do que fazer o bem a população de Timóteo. Por onde a gente passa vemos funcionários da prefeitura trabalhando, obras em todo lugar. Parabéns Dr Hilário. Estamos com o senhor até o fim. Sua cassação só serviu pra população ver que esse país está pior do que a gente imaginava, a vontade do povo não é respeitada, onde já se viu uma lei retroagir ? Agora mais uma vez se instala o caos em Timóteo, gasta dinheiro público com outras eleições, dinheiro que poderia ir pra saúde, educação, segurança pública.
    VOTE NO 11 NESSA ELEIÇÃO!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *