Timóteo conclui primeiro LIRAa do ano

A Prefeitura de Timóteo concluiu o primeiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2018. O resultado apontou índice de 2,9% de infestação predial, considerado estado de alerta no município. Foram vistoriados cerca de 1300 imóveis, o que corresponde a 20% de cada extrato, no período de 10 a 13 de janeiro.

A Secretaria de Saúde vem monitorando os bairros com maiores índices de infestação no município desde o último LIRAa de 2017 (3,0%) realizado em outubro. A ação de bloqueio se confirmou por mutirões de limpeza e visitas de conscientização aos moradores e palestras para a comunidade para impedir a disseminação em cada setor. Às mulheres grávidas de baixa renda, a Secretaria vem distribuindo repelentes como uma das formas de proteção.

“Quanto mais alta a temperatura, maior a proliferação das arboviroses”, explicou o Secretário de Saúde, César Luz.  A transmissão da Dengue, Chikungunya, Zica e Febre Amarela, (arboviroses) e também as Leishmanioses Visceral e Cutânea (doenças causadas por protozoários transmitidos por mosquito), constituem grave problema de saúde pública na medida em que as campanhas de conscientização não surtem o efeito desejado na população.  Muitas vezes o poder público faz mutirão de limpeza de uma área e, no dia seguinte, a população já voltou a descartar o lixo de forma irregular.

De acordo com alerta epidemiológico da Secretaria de Saúde, nas últimas 4 semanas houve aumento dos casos de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Com índice de positividade em cinquenta por cento dos casos analisados, do total de 192 notificações, 112 são suspeitos de dengue e 80 suspeitos para chikungunya.

Prevenção

É aconselhável o uso de telas nas janelas da residência, uso de repelentes na pele, manter quintais com limpeza adequada, livres de entulhos e lixos. Procurar uma unidade de saúde mais próxima de sua casa tão logo se manifestarem sintomas de dores no corpo, febre, mal estar, vômitos, inapetência, inchaço nas juntas.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *