Revitalização de área desocupada no Parque Ipanema entra em novo estágio

IPATINGA – Concluída a retirada de entulhos remanescentes das barracas que há anos ocupavam irregularmente um grande trecho da pista de caminhada do Parque Ipanema e foram desativadas no último dia 13, por determinação da justiça, a Prefeitura de Ipatinga continua realizando, com apoio de parceiros prestadores de serviços, a revitalização do espaço. O objetivo é que todas as intervenções programadas sejam concluídas até o dia 14 de dezembro, para que o local – considerado Área de Preservação Permanente (APP) e tombado ao patrimônio histórico-cultural e ambiental – esteja preparado para as comemorações natalinas.

Nesta quarta-feira (28), pela manhã, acompanhado do secretário municipal de Obras, José Maria Ferreira, o prefeito Nardyello Rocha esteve vistoriando os trabalhos e conferindo junto a alguns dos frequentadores do Parque a repercussão das ações, recebendo várias manifestações de aprovação.

“É gratificante perceber a aceitação das pessoas, até mesmo antes de concluirmos a obra. Nessa minha visita aqui no Parque, eu fui interpelado por pelo menos 12 usuários, parabenizando a ação da Prefeitura. De maneira geral, as observações são de que quem passava antes pela avenida Burle Marx sequer podia contemplar algumas das melhores visões do Parque, e agora até mesmo a lagoa pode ser avistada”, comentou o prefeito.

A revitalização da pista de caminhada está sendo feita numa extensão de 330 metros, onde antes funcionavam 45 barracas. A pista tem 3 metros de largura e o piso de concreto instalado tem 8 cm de espessura. Com sua reconstituição, os pedestres não precisarão mais disputar espaço com os usuários da pista de ciclistas, como antes acontecia.

revitalização

Paralelamente à recuperação da pista de pedestres, serviços de revegetação estão sendo realizados

Paralelamente, conforme adiantou o Executivo, para que as intervenções estejam concluídas ainda na primeira quinzena de dezembro, está sendo desenvolvida a revegetação das imediações. “Embora quase ninguém percebesse, porque todos já estavam de certo modo acostumados àquela situação irregular, nós tínhamos uma grande área onde não nascia uma folha de grama sequer. Era onde ficavam as mesas, materiais das barracas, etc. Tudo está ficando verde de novo. Debaixo das mangueiras, onde é mais difícil recompor o gramado devido ao sombreamento, nós vamos colocar um piso intertravado, além de mesas para lanches, bate-papos ou outro tipo de entretenimento. A ideia é humanizar o máximo”, disse Nardyello.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *