Mutirão de Cirurgias nova etapa alcança mais 912 pacientes em Ipatinga

IPATINGA – Mais de 900 pacientes convocados e outras centenas de sorrisos de alívio e satisfação. Este é o saldo dos primeiros dez dias da nova etapa do Mutirão de Cirurgias Eletivas da Prefeitura de Ipatinga, que abrange pessoas que necessitam de atendimento especializado nas áreas de Otorrinolaringologia e Ortopedia. Todos os convocados pela Secretaria de Saúde passaram pelos primeiros exames pré-operatórios no Hospital Municipal Eliane Martins, no bairro Cidade Nobre, que incluem coleta de amostras de sangue e realização de eletrocardiograma.

A partir dos resultados dos exames pré-operatórios, o passo seguinte será encaminhar os pacientes para consultas de risco-cirúrgico, identificando aqueles que necessitam de exames mais especializados, como ressonância magnética e tomografia; e, posteriormente, para a cirurgia. Essa primeira fase da etapa de Ortopedia e Otorrinolaringologia do Mutirão está prevista para acontecer até o mês de maio. Já as cirurgias são programadas de acordo com as agendas dos hospitais credenciados na região.

mutirão de cirurgia em abril 2018

“Nossa meta é zerar as filas de espera que se agigantaram nos últimos anos, por falta de ações mais efetivas do poder público. Com o Mutirão de Cirurgias Eletivas, criado ano passado pelo prefeito Sebastião Quintão e viabilizado pelo deputado federal Leonardo Quintão, com a conquista de mais de R$ 11 milhões por meio de emendas parlamentares para a área de Saúde, Ipatinga passou a ter uma gestão mais ampla e resolutiva. Isso se traduz em atendimento digno e com qualidade para as pessoas, muitas delas há até 8 anos na fila aguardando por um procedimento”, explica a secretária municipal de Saúde, Claudiana Azevedo.

Uma delas é a Rosineide Silva, de 60 anos. Na espera desde 2011 por uma cirurgia de adenoide, na última quinta-feira, ela saiu satisfeita por ter realizado os exames. “Em matéria de saúde, aqui em Ipatinga eu não acho que tá ruim, tá melhorando mesmo. Acredito que agora vai sair a cirurgia. Eu conheço o Sebastião Quintão e graças a Deus ele é um ótimo prefeito”, elogia. Dona Márcia, que já perdeu a conta de quantos anos espera por uma intervenção no punho, também ficou otimista. “O que estão fazendo é pra todos que estão precisando. Creio que vai andar mais rápido.”

A celeridade do Mutirão nos processos abrange ainda quem entrou na fila há menos tempo, como é o caso do Leison Reis Pinho. A partir do segundo semestre de 2017, quando começou a buscar por uma cirurgia ortopédica para corrigir um espaçamento na articulação do ombro direito, não imaginava que conseguiria pelo SUS em pouco tempo. “Foi rápido. Eu pensei que ia demorar bastante, mas quando a menina me ligou, fiquei até surpreso. Tem gente aí que está há muito tempo esperando, mas o meu foi rapidinho. O Mutirão é muito bom porque agiliza, principalmente para aquelas pessoas que precisam de uma cirurgia com mais urgência.”

Desde setembro de 2017, o Mutirão de Cirurgias Eletivas da Prefeitura de Ipatinga já convocou mais de 2 mil munícipes e possibilitou a realização de 1.500 cirurgias na primeira etapa do programa, quando foram contempladas as cirurgias vasculares, geral e ginecológicas.

mutirão de cirurgia 2018

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *