Deputado Celinho anuncia assinatura da Ordem de Serviço para as obras na Ponte Velha

FABRICIANO – Será assinada na próxima segunda-feira, 26/11, a ordem de serviço autorizando o início das obras de reconstrução da ponte que liga as cidades de Coronel Fabriciano e Timóteo, interditada de forma parcial há seis anos. A solenidade está marcada para as 19 horas, na sede da FIEMG Regional, na Av. Pedro Linhares Gomes, 5431 e contará com a participação de parlamentares, prefeitos, gestores da FIEMG e do superintendente regional do DNIT, Fabiano Cunha.

O DNIT recebeu há cerca de 20 dias, o projeto executivo da obra, que está a cargo da empresa de engenharia Vereda, de Belo Horizonte, que atua no ramo da construção pesada há mais de 30 anos e é especialista na construção de obras complexas como viadutos e pontes. Em seu portfólio constam obras como viadutos em Juatuba, Itaúna, Betim e vias de acesso em Belo Horizonte, entre outras construções de grande porte.

O deputado estadual Celinho do Sinttrocel que acompanha todo o processo desde a interdição da ponte, celebra a assinatura da ordem de serviço, destacando que ela põe fim a uma angústia da população do Vale do Aço que diariamente utiliza a ponte para deslocamentos entre as duas cidades. “Todos os dias, durante todos estes anos, os cidadãos questionam a situação dessa ponte que já provocou acidentes e até um óbito. Os empresários instalados ao longo da avenida Tancredo Neves contabilizam um grande prejuízo e a população convive com insegurança no local. Mas finalmente, obtivemos esta conquista. A ponte será fundamental para a logística na região e contribuirá para a retomada da economia local”, enfatiza o deputado.

Celinho nestes 6 anos, foi um dos parlamentares mais atuantes na luta pela realização da obra. O deputado promoveu manifestações, realizou audiências públicas e visitas técnicas da Assembleia Legislativa e peregrinou nos escritórios do DNIT em Belo Horizonte e Brasília em busca de uma solução. “Botamos pressão todo o tempo. Sabemos que a situação do país é grave economicamente, mas finalmente conseguimos sensibilizar os gestores do órgão para a importância da obra para a população e a região”, conta o deputado.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *