Audiência Pública discutirá dívida de R$ 8 milhões do Estado com hospital de Fabriciano

FABRICIANO  – Nessa quinta-feira, 19, acontece no plenário da Câmara de Vereadores de Coronel Fabriciano, a partir das 19h, uma audiência pública requerida pelo vereador Dr. Sandro Araújo, presidente da comissão de saúde do legislativo, para discutir sobre a grave situação do Hospital Dr. José Maria Morais, que há seis meses não recebe recursos do governo estadual. A dívida do Estado com o município somente na área da saúde já ultrapassa R$ 8 milhões de reais, entre assistência farmacêutica, R$679.376,07; atenção básica, R$3.083.260,53; gestão, R$39.400,00; média e alta complexidade, R$3.629.217,59; e vigilância em saúde, R$ 603.518,01.

Segundo a Diretora Executiva do Hospital, Kátia Barbalho, os recursos são indispensáveis para manutenção dos atendimentos. “Essa verba do Estado é para investimentos. Quando não temos recurso, conseqüentemente o hospital deixa de ter qualidade no atendimento porque atrasa o pagamento dos fornecedores, que não entregam os materiais e os pacientes deixam de ter uma assistência de qualidade. Se tivéssemos recebendo os recursos em dia, o hospital, certamente, seria de referência em MG”, disse.

Para evitar o fechamento da unidade em 2017, a administração municipal assumiu a gestão plena da saúde na cidade, mas virou refém do governo estadual, que desde então não cumpre em dia com as parcelas devidas (apenas duas parcelas foram depositadas). Os recursos de responsabilidade do Estado, por meio de convênio de custeio, são de R$1.080.000 reais. O HJMM possui 60 leitos, sendo 10 de UTI e 30 de clínica médica; 14 leitos são de cirurgias eletivas, que já estão sendo agendadas.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *